FGC – Fundo Garantidor de Crédito

FGCO primeiro cinto de segurança foi patenteado nos Estados Unidos em 1895, 19 anos depois do surgimento dos primeiros automóveis modernos. Nesse período, por menores que fossem os acidentes, a probailidade de fatalidades era altíssima. Por acaso, o famoso cientista Charles Darwin morreu em 1882, só que de problemas cardíacos. Se estivesse vivo em 1895, talvez considerasse o cinto de segurança como a principal evolução da espécie humana, depois da “postura ereta” e do “polegar opositor”. Além de salvar vidas, o cinto de segurança também permitiu que os automóveis passassem a trafegar a velocidades mais altas com mais segurança.

Evolução semelhante ocorreu 100 anos depois, em 1995, com a criação do FGC (Fundo Garantidor de Crédito), só que nesse caso a espécie beneficiada foi a de investidores em renda fixa. O FGC surgiu para dar mais segurança para os investidores, permitindo que eles buscassem maiores rentabilidades sem correr riscos de perdas. Eu explico!

Basicamente, o FGC (Fundo Garantidor de Crédito) é um fundo compulsório que todos os bancos são obrigados a contribuir mensalmente (depositando 0,0125% do saldo dos investimentos segurados). Este fundo é usado como um seguro no caso de ‘quebra’ de algum banco. As principais modalidades de investimentos cobertas por este seguro são: CDB, LCI, LCA, Letras de Câmbio e Poupança (perceba que Tesouro Direto e Fundos de Investimentos não estão garantidos pelo FGC). Ou seja, aquela mesma sensação de segurança que você tem com a Poupança você deveria ter com os outros produtos cobertos pelo FGC.

O fundo garante uma cobertura de R$250 mil por pessoa física em cada instituição financeira. Ou seja, se você tem algum dos investimentos listados acima, caso o banco quebre você receberá todo o montante investido, desde que seja inferior a R$250 mil, incluindo os rendimentos até a data da quebra. Portanto, caso seus investimentos ultrapassem esse valor, é recomendado que você divida esse montante em mais de um banco, de forma que você não ultrapasse esse limite em nenhum deles. Você pode continuar utilizando a mesma corretora, basta dividir os investimentos em CDBs, LCIs e etc de bancos diferentes através da mesma corretora.

Com a segurança do FGC você pode buscar investimentos em bancos menores, que geralmente oferecem rentabilidades mais atrativas do que os bancos tradicionais. Isso significa que eu devo investir no banco da esquina? Bem, essa é uma decisão pessoal. Com certeza você estará coberto pelo FGC dentro dos limites acima, mas se o banco já está dando sinais de que sua saúde financeira está com problemas, isso pode ser um grande indicativo de que ele pode não durar muito. Da mesma forma que você não dirige desgovernado somente por estar usando o cindo de segurança, talvez você não queira passar pelo transtorno de ter que recorrer ao FGC.

E no caso de quebra, o que eu devo fazer? Nada, o próprio banco ou o interventor irá te procurar para iniciar o processo de devolução. De acordo com o histórico de pagamentos disponível no site do FGC, o tempo para receber o dinheiro leva, em média, de 2 a 3 meses. Lembrando que o dinheiro fica sem render durante esse período.

Pronto, pode ficar tranquilo, apertar os cintos e buscar investimentos mais rentáveis para acelerar o crescimento do seu patrimônio. Mas note que além do limite acima, em Dezembro de 2017 o Conselho Monetário Nacional aprovou uma alteração no limite desta garantia, definindo um teto de R$1 milhão dentro de um período de 4 anos. Ou seja, vamos supor que você tenha feito o dever de casa e dividido os seus investimentos (por exemplo R$1,2 milhões) em 6 bancos, colocando R$200 mil em CDBs, LCIs e LCAs de cada banco através da sua corretora. Caso os 6 bancos quebrem dentro de um período de 4 anos, o FGC vai garantir o ressarcido até o limite de R$1 milhão.

Ah, não esqueça de contar a novidade para seus amigos e parentes. Compartilhe esse texto e cadastre-se no blog para ser notificado sobre novas publicações. Bons investimentos!

2 respostas em “FGC – Fundo Garantidor de Crédito

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s