LCI e LCA, mais seis letrinhas para a coleção

LCILCAVamos continuar a série de 4 posts onde analisamos os principais investimentos em renda fixa. Já falamos sobre emprestar dinheiro para o governo através do Tesouro Direto e para os bancos através do CDB. No post de hoje vamos conhecer mais uma modalidade de empréstimo bancário, só que dessa vez os recursos arrecadados pelos bancos são destinados a empréstimos para o setor imobiliário e para o setor do agronegócio: os famosos LCI (Letras de Crédito Imobiliário) e LCA (Letras de Crédito do Agronegócio). Como sempre, você vai emprestar X para o banco, ele vai emprestar o seu X para o setor imobiliário, vai ganhar X+3 e vai te devolver X+1. E assim, todos ficam felizes.

Uma das principais vantagens desse fundo é a isenção da cobrança do imposto de renda sobre os rendimentos. Essa isenção é concedida pelo governo como forma de incentivar investimentos nesses dois setores. Além disso, os bancos não podem cobrar taxa de administração. Por outro lado, LCI e LCA não têm liquidez diária, ou seja, só podem ser resgatadas no final do período contratado. Foi por isso que um dos primeiros posts deste blog falava sobre reserva de emergência. Se você já fez a sua, pode ficar mais tranquilo e investir em LCI e LCA como uma opção de investimento de médio prazo. Dessa forma você terá rentabilidades mais elevadas com essa parte de seus investimentos, enquanto  a parte referente à reserva de emergência estará disponível para necessidades de última hora.

E como investir? Da mesma forma que o CDB, esses investimentos possuem as modalidades pré e pós-fixada, com rentabilidade atrelada principalmente ao CDI. O banco onde você possui a sua conta corrente provavelmente oferece opções de LCI e LCA, mas a rentabilidade prometida não deve ser tão atrativa. Recomendo que você procure na sua corretora, naquela mesma em que você abriu a conta quando leu o post “Comece a investir no Tesouro Direto com apenas R$45“. Ao clicar na opção de renda fixa no site da corretora você terá acesso a uma lista com várias opções de LCI e LCA, oferecidas por vários bancos menores, com rentabilidades diferentes, atrelados a índices diferentes, com investimentos mínimos diferentes e com prazos diferentes. Basta escolher uma opção com a combinação desses fatores que esteja alinhada aos seus objetivos, ou seja, quanto você tem para investir, por quanto tempo pretende manter o investimento, qual rentabilidade é mais atrativa, etc.

Lembre-se que ao comparar o LCI ou LCA com um CDB, por exemplo, é necessário considerar a incidência do imposto de renda neste último. Ao final dessa série de posts sobre renda fixa eu vou disponibilizar uma nova planilha para te ajudar a decidir se vale mais a pena investir, por exemplo, em um CDB que rende 105% do CDI ou em uma LCA que rende 96% do CDI.

Quanto ao risco, esse tipo de investimento está exposto ao mesmo risco da Poupança ou do CDB. Caso o banco “quebre” ele não terá condições de te pagar. Por outro lado, esse investimento também está coberto pela garantia do FGC (Fundo Garantidor de Crédito), limitado a R$250 mil por banco, até um total de R$1 milhão. Estudaremos sobre o FGC em mais detalhes em um post futuro.

Bons investimentos! Nos vemos na semana que vem.

4 respostas em “LCI e LCA, mais seis letrinhas para a coleção

  1. Pingback: Diversificação em renda variável | A Tal Independência Financeira

  2. Pingback: FGC – Fundo Garantidor de Crédito | A Tal Independência Financeira

  3. Pingback: Planilha para comparar seus investimentos | A Tal Independência Financeira

  4. Pingback: CRI e CRA (eu sei, mais siglas!) | A Tal Independência Financeira

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s